top of page

Vozes das Crianças e das Vítimas: Não Desvalorizem! Exigimos Justiça!

Chega de silenciar as vozes inocentes: Exigimos justiça para as crianças e para as vítimas!


A voz das crianças e das vítimas não pode mais ser desvalorizada ou negligenciada pelo sistema judicial em Portugal.


Chega de permitir que suas vozes sejam abafadas, que os seus relatos sejam descartados como insignificantes ou que suas dores sejam minimizadas.


Exigimos uma mudança imediata e enérgica na justiça em Portugal!


Não podemos mais aceitar um sistema de justiça em Portugal que se esquece do propósito fundamental de proteger os vulneráveis e garantir a verdadeira equidade.


Crianças que sofrem, vítimas de abuso e violência, estão gritando por justiça. E é nosso dever, como sociedade, assegurar que sejam ouvidas.


Chega de silenciamento, de dúvidas e de questões excessivas.


As crianças têm o direito de serem aceites e de se confiarem nas suas observações, de serem levadas a sério e de terem as suas palavras valorizadas.


As vítimas merecem justiça, merecem ser amparadas, merecem ver seus agressores responsabilizados.


Não podemos mais tolerar um sistema que coloca em dúvida a credibilidade das vozes das crianças e das vítimas, que questiona a sua integridade e que contribui para sua revitimização.


Exigimos uma mudança de paradigma, uma abordagem incisiva e uma proteção efetiva para aqueles que mais precisam.


Chegou a hora de o sistema judicial se erguer, de reconhecer a sua responsabilidade e de garantir que as vozes das crianças e das vítimas sejam o elemento central de cada decisão.


Não podemos mais permitir que a burocracia, o formalismo ou a complacência obscureçam a verdade.


É hora de fortalecer os mecanismos de apoio, de investir em profissionais especializados, de exigirmos que os magistrados apliquem as leis.


Precisamos de uma justiça que não apenas ouça, mas que escute atentamente, que compreenda as consequências devastadoras do silêncio e da desvalorização.


A criança que clama por ajuda merece ser acolhida, protegida e amada.


A vítima que ousa romper o ciclo do silêncio merece justiça, reparação e esperança.


Juntos, como sociedade, precisamos exigir uma mudança radical e imediata.


Chega de aceitar o inaceitável.


Unamos as nossas vozes em prol da justiça para as crianças e para as vítimas.


Exijamos que as suas vozes sejam ouvidas, que as suas histórias sejam levadas a sério e que o sistema judicial cumpra o seu verdadeiro propósito: proteger e fazer justiça.


O tempo de desvalorizar as vozes das crianças e das vítimas acabou.


A nossa voz coletiva é poderosa e chegou a hora de fazer a diferença.


Façamos valer o direito à justiça, à proteção e à dignidade para todos.


Juntos, lutaremos incansavelmente até que a justiça seja realmente para todos, sem exceção.


bottom of page