top of page

Suspensão Drástica Abala a Comunidade Maçónica | GOL, Portugal

O Grão-Mestre do GOL (Grande Oriente Lusitano), numa ação que deixou muitos maçons surpresos e revoltados, decidiu suspender uma loja maçónica de referência nacional e internacional, na cidade do Porto, Portugal.


A revolta entre os membros da ordem reside em vários aspectos, tanto nos argumentos invocados para a suspensão e no próprio decreto maçónico que tomou essa medida drástica.


Esse decreto, com as suas cinco páginas repletas de conteúdo, revela para todos os que o leram uma série de informações sensíveis, incluindo a identidade de vários irmãos, gerando uma quebra de sigilo e um desrespeito com as tradições maçónicas.

Os membros da loja afetada, conhecida como a "Estrela do Norte", demonstraram uma firme determinação em não se curvar diante dessa suspensão.


Eles afirmaram com graça e coragem que "Não fechámos a loja".


Essa atitude demonstra a determinação inabalável desses maçons, que procuram manter a chama da maçonaria acesa, desafiando a decisão do Grão-Mestre, mesmo diante dos desafios e das adversidades.


A suspensão da loja "Estrela do Norte" está a causar um debate acalorado dentro da comunidade maçónica portuguesa e não só, com muitos a questionar os motivos reais por detrás dessa medida drástica.


Independentemente das razões, o caso ilustra como as decisões dentro das organizações maçónicas podem gerar controvérsia e divisão, mesmo entre aqueles que partilham os mesmos ideais e princípios fundamentais da maçonaria.


É absolutamente apropriado que o Grão-Mestre (GOL) reconsidere a suspensão da loja "Estrela do Norte" diante de tantas questões apresentadas.


A maçonaria valoriza o diálogo e deve considerar uma revisão da decisão.


A capacidade de repensar e ajustar as decisões é uma parte importante do processo, visando a manutenção da harmonia e a integridade da ordem.

bottom of page