Buscar
  • My Fraternity

Sei de onde vem a mãe que deixou o bebé no lixo

Conseguem visualizar esta descida ao inferno? Têm a força necessária para criar esta empatia? Se têm, podem continuar a ler. Se não têm, não leiam mais.


Eu sei quem é a mãe que deixou o bebé no lixo. Reconheço o ideal-tipo. Sei de onde vem, conheço a miséria económica e mental que soterra uma pessoa neste entulho infernal. Visualizem esta hipótese, sim, visualizem comigo esta rapariga: ainda é menor; no máximo, tem vinte anos. Esta rapariga tem uma mãe que engravidou sem saber por onde saem os bebés. Não acreditam? A vossa descrença está errada. No passado, na geração das nossas mães, muitas mulheres pobres engravidavam antes de saberem o que é um parto. Qualquer tema relacionado com o sexo era um tabu insuperável entre mães e filhas. O tabu começava na própria menstruação, vista como uma maldição feminina, um sangue sujo que conspurcava as mulheres e que confirmava a sua inferioridade moral perante os homens. Curiosamente, no mundinho “clean” e moderno da net, qualquer imagem com sangue menstrual é de imediato censurada.


Pelo interesse desta Opinião, partilhamos o seu início e o link que lhe permite uma leitura completa. AQUI



#mãe #bebé #lixo