top of page
  • Foto do escritorIA

Poesia em defesa das Crianças Vítimas de Violência em Portugal

O silêncio é cúmplice da agressão

Mas nós não podemos ignorar a dor

As crianças precisam ser ouvidas e livres

De um lar onde não há amor e sem paz jamais!

Os tribunais têm de ouvir as suas vozes

E garantir a justiça sem hesitação

Sem medo, sem dor, sem má intenção

É nosso dever, numa sociedade consciente.

Juntos podemos mudar essa realidade

Com ações fortes e corações solidários

Apoiando as crianças portuguesas

Pra viverem sem medo, sem sofrimento, sem dor.

Que a justiça prevaleça e o amor guie

Os nossos passos sigam de imediato para se protegerem as crianças

E a violência doméstica não mais tenha espaço

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page