top of page

Judaísmo - Sonhos - Parshat Behaalotecha

“Se algum de vocês vivenciar a profecia divina, eu me darei a conhecer a ele em uma visão; falarei com ele em um sonho” (Bamidbar 12: 6)


Judaísmo - Por que os sonhos?


Os sonhos, escreveu Rav Kook, desempenham uma função importante no mundo. Os grandes sonhos são a base do universo. Os sonhos existem em muitos níveis. Existem os sonhos premonitórios dos profetas e os sonhos conscientes dos poetas. Existem os sonhos idealistas dos grandes visionários por um mundo melhor; e há nossos sonhos nacionais de redenção: "Quando D'us restaurar o cativeiro de Sião, seremos como sonhadores" (Salmo 126: 1).


É claro que nem todos os sonhos se enquadram na categoria de "grandes sonhos". Alguns sonhos são irrelevantes, como está escrito: "Os sonhos falam falso" (Zacarias 10: 2). O que determina se um sonho é profético ou inconseqüente?


Sonhos verdadeiros e falsos


Os verdadeiros servos de HaShem concentram todas as suas aspirações e todos os seus esforços em retificar o mundo inteiro. Quando os pensamentos e ações de uma pessoa estão exclusivamente focados no aperfeiçoamento de toda a criação, então sua imaginação só será estimulada por questões que se relacionam com a realidade universal. Os sonhos dessas pessoas serão naturalmente de grande importância. Seus sonhos estão ligados à verdade interior da realidade, ao seu passado, presente e futuro.


Mas, no caso de pessoas que se preocupam com seus assuntos privados, suas faculdades imaginativas serão limitadas - como seus pensamentos e suas ações quando estão acordadas - para assuntos pessoais. Que verdade poderia ser revelada na imaginação de alguém que nunca conseguiu se elevar acima dos pensamentos e desejos egocêntricos?


Os Sábios expressaram essa ideia com a seguinte imagem alegórica: sonhos proféticos são trazidos por anjos, enquanto sonhos falsos são trazidos por demônios (Berachot 55b). O que significa isto? Os anjos são forças constantes no universo, predispostos a aperfeiçoar o mundo. Os sonhos verdadeiros estão relacionados a essas forças positivas subjacentes. Os demônios, por outro lado, são forças profanas baseadas em objetivos específicos que são inconsistentes com a ordem universal geral. Sonhos falsos são as fantasias resultantes de tais desejos privados.


A verdadeira realidade dos sonhos


Alguns se orgulham tolamente de serem "realistas". Eles insistem em considerar apenas o mundo material em seu estado atual, uma visão parcial e fragmentada da realidade. Na verdade, são os nossos sonhos que nos libertam das limitações da realidade atual. São nossos sonhos que revelam com precisão a verdade interior do universo.


À medida que essa realidade futura se desdobra, merecemos cada vez mais clareza de visão. Nossa percepção está próxima da profecia de Moisés, com quem D'us falou "face a face, em uma visão que não continha alegoria, para que pudesse ver uma verdadeira imagem de D'us" .


Fonte: Breslev Israel


Sonhos - Parshat Behaalotecha
Sonhos - Parshat Behaalotecha
0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page