top of page

A História e a Cultura do Judaísmo Sefardita em Bragança, Portugal

1. O Judaísmo Sefardita e sua Origem na Península Ibérica


O Judaísmo Sefardita é uma tradição judaica que se originou na Península Ibérica durante a Idade Média, e que mais tarde se espalhou pelo mundo através da diáspora judaica.


2. Os Judeus Sefarditas em Bragança, Portugal


Os judeus sefarditas viveram em Bragança, Portugal, desde a Idade Média até à sua expulsão em 1496, e desempenharam um papel importante na cultura e história local.


Assim, o Judaísmo Sefardita é uma vertente do judaísmo que se desenvolveu na Península Ibérica, principalmente em Portugal e Espanha, durante a Idade Média.


Esta tradição foi promovida pelos judeus sefarditas, que, como o próprio nome sugere, eram descendentes dos judeus que habitavam a região do Mediterrâneo Oriental e que se estabeleceram na Península Ibérica após a expulsão dos judeus da Judeia pelos romanos.


3. A Tradição e as Práticas do Judaísmo Sefardita

  • O Estudo da Torá

  • A Cabala

  • As Práticas Religiosas e a Culinária

Uma das principais características do Judaísmo Sefardita é a sua abordagem ao estudo da Torá, que é vista como um texto sagrado que deve ser interpretado através da reflexão e análise crítica.


Os sefarditas enfatizam a importância da razão e do conhecimento, e acreditam que o estudo da Torá deve ser realizado de forma sistemática e metódica.


Além disso, o Judaísmo Sefardita valoriza muito a tradição e a história judaica, e procura preservar e transmitir os ensinamentos e práticas dos antepassados aos seus descendentes.


A sinagoga é vista como um lugar sagrado onde os judeus se reúnem para rezar e estudar, e é um símbolo importante da comunidade judaica sefardita.


Os sefarditas também têm uma forte tradição de cabala, uma forma de misticismo judaico que procura entender os segredos da criação e a relação entre Deus e o universo.


A cabala é vista como uma forma de compreender a natureza divina e as questões mais profundas da vida, e é uma parte importante da tradição sefardita.


História - Cultura - Comunidade: - Em termos de práticas religiosas, os judeus sefarditas seguem as leis e tradições da Torá e do Talmude, mas também têm suas próprias tradições e costumes distintos. Por exemplo, as festas e celebrações são realizadas de forma festiva e alegre, com música, dança e comida tradicional.


A culinária sefardita é famosa por sua mistura de sabores mediterrâneos e orientais, e é uma parte importante da cultura judaica sefardita.


Os judeus sefarditas que viveram em Bragança, Portugal, durante a Idade Média, foram uma das muitas comunidades judaicas que floresceram na região.


Essas comunidades foram responsáveis por manter viva a tradição sefardita, que se caracteriza por uma rica combinação de elementos culturais judaicos e não-judaicos.


Uma das principais características do Judaísmo Sefardita é a sua ênfase na tradição e na observância religiosa.


O Judaísmo tem uma longa história em Portugal, e Bragança não é exceção. Durante a Idade Média, houve uma comunidade judaica significativa em Bragança, que foi influente no comércio e na cultura local.


No entanto, a história dos judeus em Portugal foi marcada por períodos de perseguição e discriminação, culminando na expulsão dos judeus do país em 1497, durante o reinado de Dom Manuel I. Muitos judeus portugueses foram forçados a converter-se ao cristianismo, enquanto outros fugiram do país.


Após a expulsão, a comunidade judaica em Bragança foi reduzida a algumas famílias criptojudaicas, que mantinham suas crenças e práticas judaicas em segredo. Com o tempo, muitas dessas famílias acabaram assimilando a cultura cristã predominante em Portugal.


Atualmente, há poucos judeus em Bragança e em Portugal em geral.


No entanto, desde a década de 1990, tem havido um movimento de resgate da história e cultura judaicas em Portugal, incluindo em Bragança.


Hoje, há iniciativas para preservar e promover a herança judaica em Bragança, incluindo visitas guiadas a locais históricos judaicos e festivais culturais.


Esta é a fundamentação devida para que o #MyFraternity tenha na agenda informações judaicas, que muito nos honra.


Criação de Centros de Estudos Sefarditas na Cidade de Bragança, Portugal

Por fim, a cidade de Tetouan, em Marrocos, é um importante centro de cultura sefardita na região. A cidade abriga muitas sinagogas antigas e uma comunidade sefardita vibrante.


No entanto, ainda há muito a ser estudado e explorado sobre a cultura e a história dos sefarditas em Tetouan.


Tal como em Bragança, seria muito útil e relevante a existência ou a criação de centros de estudos sefarditas na cidade, pois seria uma forma de promover e preservar esse conhecimento valioso. O que existe atualmente aponta para o passado e fecha-o entre paredes.


Para criar centros de estudos sefarditas, é necessário ir além da constatação de que existem evidências do passado que estão fechadas entre paredes.


É importante reconhecer a importância e a riqueza da cultura sefardita e trabalhar para preservá-la e estudá-la de maneira aprofundada. Isso inclui promover a pesquisa e o ensino da língua, literatura, história, tradições e costumes sefarditas.


Além disso, é necessário fomentar o diálogo intercultural e a cooperação entre diferentes comunidades para promover a compreensão mútua e o respeito pela diversidade.


Isso pode incluir a organização de eventos, conferências, exposições e outras atividades que estimulem a troca de ideias e a difusão do conhecimento.


Outra medida importante é apoiar e incentivar a investigação sobre a história e a cultura sefarditas, bem como a preservação de documentos, manuscritos e outros artefactos culturais. Isso pode envolver a criação de bibliotecas, arquivos e museus dedicados à cultura sefardita.


Por fim, é fundamental sensibilizar a opinião pública sobre a importância da cultura sefardita e o papel que ela desempenha na rica diversidade cultural da humanidade. Isso pode ser feito por meio de campanhas de conscientização, programas educacionais e outras iniciativas que visem valorizar e celebrar a rica herança cultural sefardita na cidade de Bragança.


Bibliografia sugerida:
  • Pimentel, António. Os Judeus em Portugal no século XV: História e Cultura. Imprensa Nacional Casa da Moeda

Comentários

Avaliado com 0 de 5 estrelas.
Ainda sem avaliações

Adicione uma avaliação
bottom of page