«Lo humano y la naturaleza no son también tesoros nacionales indispensables. ¿Su custodia está tambi


Cerca de 1000 milhões de euros, sem pestanejar. (Libération, 17/4/2019)

Após a agitação suscitado pelo lamentável e triste incêndio da catedral parisiense, parece-me importante destacar a reflexão que o jornal francês libération coloca, depois de se ter sabido, apenas horas depois de publicar o acidente, que várias piedosas assinaturas multimilionárias ofereceram quase 1000 Milhões de euros para contribuir para a restauração do edifício...

<<…Sin negar al patrimonio nacional su carácter de bien común que hay que preservar, ni a Notre Dame su valor específico, nos preguntamos si lo humano y la naturaleza no son también tesoros nacionales indispensables. ¿Su custodia está también garantizada?

Um exemplo entre outros muitos: em Paris, se notre dame é desde há séculos um tesouro que nos orgulha, as mais de 3.600 pessoas sem teto computadas por ocasião da recente "noite da solidariedade" São uma vergonha que não data de Ontem. Onde estão os milhões disponíveis para essa aposta?

É muito tentador lembrar a Emmanuel Macron, que se situa em posição central do jogo como presidente (Re) construtor da catedral parisiense, os termos que tinha usado em uma anterior alocução dirigida aos seus "queridos compatriotas". nessa ocasião, o 31 de dezembro de 2017, o chefe do Estado proclamou: "desejo que possamos facilitar um teto para aqueles e aquelas que carecem hoje dele". um desejo que continua a ser misericordioso... >>, in, Amando Hurtado

#freemasonry