Partiu uma das maiores referências como jornalista e um poeta ímpar |Rogério Rodrigues | Choremos...

Partiu em direcção ao Sol Nascente, o autor de uma poesia fantástica: «(Re)Cantos d’Amar Morto», de Pedro Castelhano (Rogério Rodrigues).


O Rogério Rodrigues era também uma das maiores referências na área do jornalismo. Um homem bom, ímpar, integro, justo, leal e fraterno que acabou por nos deixar mais pobres.


O Rogério Rodrigues era natural do Distrito de Bragança.


O velório será na Igreja Matriz da Amadora, a partir das 18h00 de sexta-feira. No sábado, pelas 14h00, será realizada uma cerimónia de despedida na Igreja da Amadora, seguindo depois o corpo para o Crematório de Barcarena.



#ErnestoRodrigues #Jornalismo #Poeta #Jornalista #Moncorvo #Bragança #Sociedade