"Lodge of Antiquity" é de 1721.


A Loja “Quatuor Coronati” e com o apoio do Queen’s College da Universidade de Cambridge acabaram de reescrever um novo capítulo quanto ao nascimento da então Grande Loja de Londres.

Relembramos que não nos referimos à Grande Loja Unida de Inglaterra. Essa nasceu muito depois.

Já outros investigadores, maçons e não maçõns tinham chegado a esta conclusão.

O Dr. Andrew Prescott e a professora de história e pesquisadora, Dra. Susan Mitchell Sommers apresentaram na referida conferência um documento recentemente descoberto num antigo livro de atas da “Lodge of Antiquity”. Trata-se da ata de fundação da Grande Loja de Londres, em 1721 tendo como seu Grão-Mestre e fundador John Montagu, o 2º Duque de Montagu.

A “Lodge of Antiquity” é uma das lojas fundadoras da Grande Loja de Londres. William Preston foi Venerável Mestre, informação também recentemente revelada.

O fato do estudo da Maçonaria ter chegado às Universidades permitiu uma nova visão, menos eufórica, mais autêntica, mais assertiva. Opondo-se às fantasias de muitos maçons e que são pouco dados ao estudo e à investigação maçónica.

No entanto, esta pode não ser a verdade histórica. Se não há atas, não deixa de existir um documento bem conhecido, público, que foi publicado nessa época e que marca efetivamente o nascimento da Maçonaria Tradicional: a Constituição de Anderson de 1723.

Tenha sido em 1717, 1721 ou em 1723, o fato é que o nascimento da Maçonaria Especulativa está ainda bem vivo e bem presente. E este é efetivamente o DOCUMENTO OFICIAL que marca o início da Maçonaria Especulativa e que se pratica tal como foi pensado nos tempos passados.

#GrandeLojadeLondres #masonaria #francmaconnerie #maçon #sociedade #europa #historia #freemasonry