História do Supremo Conselho de S. Paulo, Brasil

Maçonaria - História do Supremo Conselho de S. Paulo, Brasil


Rua Jaguaribe, 118/122 - Vila Buarque - São Paulo - SP - CEP 01224/000  -  Telefone: 11  33618800


Texto do Soberano Irmão ARY PANSE,33° Fundador e Ex-Soberano Comendador

"No inicio da década de 70, depois de vários entendimentos, mantidos pelos Irmãos de São Paulo, com dirigentes do Supremo Conselho do Grau 33, do Brasil, localizado à rua Lavradio, no Rio de Janeiro (RJ), resolveu-se criar, em São Paulo - Capital, o Consistório de Príncipes do Real Segredo n° 2, com sede na Rua São Joaquim, 457 - S. Paulo.Para presidir o novo Corpo subordinado, foi aprovado, por unanimidade, o Poderoso Irmão CÉSAR DUARTE AZADINHO. O novo Corpo desenvolvia suas atividades filosóficas na mais perfeita harmonia. Todavia, como em todas as sociedades em que figura a pessoa humana, começaram intrigas e injunções políticas pelo que se julgavam preteridos em seus anseios. Um nome capitalizava essas posições - era o Irmão ISMAEL ANDRADE CUNHA que ocupava o cargo de Grande Ministro de Estado, do novo Consistório. Sua ambição pelo poder alterou a razão e o bom senso desse Irmão que, começou a planejar a queda do Irmão AZADINHO, então Presidente do Consistório recém fundado.Tantas foram as "conversas", que o Supremo Conselho do Grau 33 do Brasil, influenciado pela personalidade do Irmão MOACIR ARBEX DINAMARCO, destituiu o Irmão AZADINHO de seu cargo, substituindo-o pelo Irmão CLEOMIDES DE OLIVEIRA SANTANA, militante na Maçonaria do Estado de Minas Gerais, onde residia.Tal Fato, na verdade, constituiu uma afronta aos integrantes do Consistório de São Paulo. Foi uma ofensa sem precedentes aos brios paulistas.O Irmão ORLANDO SIQUEIRA, homem de grande fibra Maçônica ocupava, na ocasião dos fatos, o cargo de Delegado Litúrgico do Supremo Conselho do Grau 33 do Brasil, não aceitou a insólita situação e colocou seu cargo à disposição.A atitude altaneira do Irmão ORLANDO SIQUEIRA, caiu como "sopa no mel" nas maquiavélicas tramas até então planejada, pois era isso que a cúpula carioca desejava. A vaga foi preenchida com a nomeação do Irmão ISMAEL ANDRADE CUNHA para exercer o ambicionado cargo de Delegado Litúrgico.

Os fatos relatados faziam parte de uma orquestração de há muito preparada: - planejava-se, à socapa, nas hostes do Grande Oriente do Brasil, a reeleição do Irmão MOACIR ARBEX DINAMARCO, como Grão Mestre Geral da Ordem. A historia já registrou e contou, em detalhes, esta trama, (os fatos estão minuciosamente relatados nas publicações: - "As causas da Separação", de Paulo Rodarte de Faria Machado;" A cisão no Grande Oriente do Brasil", de Jonas Andriani; "Grande Oriente Paulista - sua fundação e sua trajetória", de Arnaldo Faria e "Uma luz na historia", de Octacílio Schuler Sobrinho, entre outros escritos e conferencias feitos sobre os assuntos).A CISÃOEra o ano de 1972.No dia 27 de outubro de 1972, o Delegado Litúrgico do Grande Oriente do Brasil, soube que o Consistório de São Paulo iria se reunir em Sessão de iniciação ao Grau 32. O referido Delegado mandou entregar, por intermédio de portador, o Ato n° 42, de 23 de outubro de 1972, a vários Irmãos que estavam presentes à Sessão que estava sendo realizada no Templo da Loja Simbólica "Astro da Arábia", cassando-lhes todos os Graus Filosóficos. Isso ainda não era suficiente. Houve um absurdo maior: - pelo citado e malfado Ato, o Consistório de Príncipes do Real Segredo n° 2, a partir daquela data, foi colocado em recesso por tempo indeterminado; isto, no momento em que iria se iniciar uma Sessão de Iniciação ao Grau 32. O calendário marcava em letras vermelhas (de vergonha, talvez!), o dia 27 DE OUTUBRO DE 1972 E.·.V.·. !!!O Irmão CLEOMILDES DE OLIVEIRA SANTANA, Presidente interventor, do Consistório, ao tomar conhecimento desses Atos absurdos, ao ser interrogado pelos presentes, teve a digna postura de responder que "não presidiria a Sessão da noite e que iria entender-se diretamente com o Supremo Conselho do Grau 33 do Brasil, do Rio de Janeiro", e, em seguida, retirou-se do Templo.Os demais presentes escolheram o Poderoso Irmão ADELINO VALENTINO VERONA para dirigir os trabalhos. Vários oradores se fizeram ouvir, condenando a situação criada. Após vários debates, por unanimidade, tomou-se grande deliberação de proceder ao desligamento do Supremo Conselho do Grau 33 do Brasil e, em seguida, sem interrupção, nesse mesmo dia, fundar O SUPREMO CONSELHO DOS GRAUS ESCOCECES 4 A 33 PARA O BRASIL, com sede na Capital do Estado de São Paulo.Em seguida, formou-se uma Comissão composta de 5 (cinco) Irmãos que foram à presença, nobre e altaneira, do Poderoso Irmão Dr. JOSÉ MENZES JÚNIOR,que se encontrava no Palácio Maçônico da Rua São Joaquim n° 457 - Liberdade, para convidá-lo para ocupar o cargo de Presidente do recém criado SUPREMO CONSELHO. O convite foi aceito e a primeira Administração do novo Corpo foi assim constituída:

Soberano Grande Comendador Dr. José Menezes Júnior, 33.·. Exercício: 27.10.72 a 27.10.77:Lugar Tenente Comendador Alcindo Moure, 33.·. Grande Ministro de Estado Dr. Almir Bueno,33.·. Grande Ministro de Estado Adjunto Dr. Jorge Diab Maluf, 33.·. Grande Secretário do Santo Império Ariovaldo Faria, 33.·. Grande Secretário do Santo Sto Império Adjunto Andvaldo Ramos, 33.·. Grande Chanceler do Santo Império José Caccáos, 33.·. Grande Chanceler do Santo Império Adjunto Dr. Alfeu Diniz da Silva, 33.·. Grande Tesoureiro do Santo Império Ary Panse, 33.·. Grande Tesoureiro do Santo Império Adjunto Álvaro Constantino, 33.·. Grande Delegado de Relações Externas Álvaro Sólon Coelho, 33.·. Grande Delegado de Assuntos Culturais Dr. Theobaldo Varolli, 33.·. Grande Hospitaleiro do Sacro Império Johanes Karl Freiberg, 33.·. Grande Hospitaleiro do Sacro Império Adjunto Zaki Mimessi, 33.·. Grande Capitão das Guardas Próspero Barletta, 33.·. Grande Mestre Cerimônias Santo Império Agenor Silva Lima, 33.·. Grande Mestre Cerimônias Santo Império Adjunto Orlando D `Ângelo, 33.·. Grande Porta Estandarte do Santo Império Mário Cerqueira Júnior, 33.·. Grande Arquiteto do Santo Império Manoel Kablan Kronfly, 33.·. Grande Cobridor do Santo Império Antonio Pirola, 33.·. JOSÉ MENEZES JUNIOR, 33.·.  Exercício - 27.10.1972 a 27.10.1977

[...]

De 22/06/2017.'. - VITORINO AUGUSTO DO NASCIMENTO MORGADO 33.·.

   

Exercício a partir de 23.06.2017;Até esta data, são 45 (quarenta e cinco) anos de profícuo trabalho em prol do engrandecimento da Maçonaria Filosófica Paulista, desta Maçonaria que nos fortalece o espírito e nos engrandece como Homens livres e de bons costumes; que nos alimenta a Fé cada vez maior no seu glorioso destino como há de ser o do nosso querido Brasil.Quantas lutas! Quantos problemas! Quantos aborrecimentos pela incompreensão de uns poucos! Mas, também quantas alegrias! Quantas vitórias! Quantos momentos felizes que haverão de, ao longo do tempo, marcar de gratas lembranças os nossos corações de Homens Maçons, de Homens Construtores de uma vida mais livre, mais igual e mais fraterna. Essas idéias são como o bálsamo reconfortador que perfumará os ambientes do Edifício perfeito que é o nosso Supremo Conselho, cuja construção levantamos, pedra sobre pedra, transformando-o na nossa Catedral onde depositamos e depositaremos as nossas Esperanças, os nossos anseios de Progresso cada vez maior para os destinos do Supremo Conselho dos Graus Escoceses 4 a 33 para o Brasil que haverá, hoje e sempre, de ser o Verdadeiro Norte para a Maçonaria Filosófica do Brasil".Atualmente, o Supremo Conselho dos Graus Escoceses 4 a 33 para o Brasil faz parte integrante da Excelsa Congregação dos Supremos Conselhos do REAA do Brasil e da Assembléia Internacional dos Supremos Conselhos do REAA, liderada pelo Supremo Conselho de França, o 2º mais antigo Supremo Conselho do Mundo, fundado em 1804 e que congrega cerca de 30 Supremos Conselhos espalhados pela superfície da Terra.

A luta de nossos antecessores é o estímulo ao nosso trabalho.Zên.·. de São Paulo, 23 de Junho de 2017 E.·.V.·.


VITORINO AUGUSTO DO NASCIMENTO MORGADO 33.·.Sob.·. Gr.·. Comendador



#SupremoConselhoSPaulo #Brasil #AltosGraus