Buscar

A TERRA PROMETIDA

A TERRA PROMETIDA

RABINO ARIEH RAICHMAN


Israel é a terra do nosso povo. É a terra da nossa história e do nosso futuro.


O povo Judeu inteiro focou recentemente na Terra de Israel. Mísseis estavam sendo lançados em várias cidades e milagrosamente poucos foram feridos. Como judeus que vivem na diáspora e até mesmo os da terra de Israel, frequentemente somos questionadas sobre o conflito em Israel. Gostaria de compartilhar com você dois pontos que é importante saber sobre a Terra Santa.

1) Eternamente Terra Santa: Muitas pessoas ao desembarcarem em Israel, beijam o chão. Esta é uma forma de mostrar respeito à terra santa. A santidade daquela terra foi revelada depois que os judeus conquistaram a terra com Yoshua. Desde que essas batalhas foram seguidas por uma diretiva de D’us, cada centímetro conquistado tornou-se sagrado. O que é surpreendente é que a santidade nunca foi embora, mesmo quando os judeus foram expulsos de Israel. Por quê?

Razão: Quando alguém dá um presente a uma pessoa, o presente apenas muda de propriedade. Portanto, o mesmo presente pode ser transferido para muitas outras pessoas no futuro. No entanto, se o proprietário entregou o objeto e realmente o mudou ao entregá-lo, essa alteração e o novo status permanecerão para sempre.

Quando D’us deu à nação judaica a Terra de Israel, sua doação mudou o status da terra, para que nunca perdesse sua santidade, nem seu nome – a Terra de Israel. Tornou-se uma eterna propriedade santa que a nação judaica possui para sempre. É verdade que havia várias nações morando lá antes da conquista judaica. No entanto, eles apenas mudaram de propriedade como no presente. Um presente de D’us é diferente.

Um exemplo mais comum é uma pessoa que se converte de acordo com o código de lei judaica. O convertido não apenas adquire uma nova religião ou estilo de vida, mas seu status espiritual muda para sempre. Ele agora se torna judeu. Não importa o que aconteça após a conversão, o status sagrado de judeu permanecerá. Da mesma forma, com a terra de Israel. Não importa onde estamos ou quem está vivendo na terra, é a nossa Terra Santa.

2) Propriedade Eterna: Nas últimas semanas, parece haver atividades revolucionárias contra governos ocorrendo em todo o mundo. As pessoas estão lutando por seus “direitos” e protestando de várias maneiras diferentes. O que é destacado em todos esses países são dois tipos de autoridade: o governo e o povo.

A terra de Israel também possui esses dois tipos de propriedade. Por um lado, há uma promessa geral de que a Terra pertence à nação judaica. E, por outro lado, cada um de nós tem uma parte específica na Terra.

Razão: Quando D’us prometeu a Abraão a terra de Israel, ele estava entregando todo o pacote. Ele cedeu uma propriedade geral de que a terra é nossa para sempre. Semelhante ao controle geral de todas as propriedades pelos governos. Sabemos disso pelo simples fato de que eles podem aplicar impostos e impor regras e regulamentos a qualquer proprietário particular. No entanto, D’us também cedeu o poder de propriedade privada da Terra. Isso é exemplificado pelas compras de Maarat Hamachpela por Avraham Avinu e Jerusalém pelo rei David.

De fato, o governo e a autoridade privada não dependem um do outro. Mesmo quando um não-judeu compra um pedaço de terra em Israel ou mora lá, ele ainda não nega a propriedade geral da terra. Hoje, todos os debates sobre a Terra nunca podem ser sobre a propriedade geral, pois isso é eterno e nunca mudará.

Israel é a terra do nosso povo. É a terra da nossa história e do nosso futuro. Que Mashiach venha agora e traga a liderança suprema, ao mesmo tempo que concede a paz na Terra Santa, que anseia por ela.

Shalom!


Nota – Baseado no: Likutei Sichot V. 15- Toldot, V. 30- Chayei Sara



#Israel #Judeu #Judaísmo