top of page

A minha opinião : "NEM MAIS UMA PALMADA!"

O tema "Nem Mais Uma Palmada!" é de extrema importância no que diz respeito à proteção das crianças e dos seus direitos fundamentais.


A prática da palmada, embora tenha sido comum no passado, não pode mais ser vista como uma forma de educar as crianças. A sua prática tem efeitos negativos na saúde mental e física das crianças, além de promover a violência como meio de resolução de conflitos.


Sob o ponto de vista jurídico, a palmada é considerada uma forma de violência e pode ser considerada um crime de lesão corporal, de acordo com a Lei nº 13.010/2014 (Brasil) e a de 2017 (Portugal).


Essa lei estabelece que as crianças têm o direito de serem educadas sem o uso de castigos físicos ou de tratamento cruel ou degradante.


Sob o ponto de vista social, a palmada pode levar a uma cultura de violência, em que a resolução de conflitos é feita através da força física.


Além disso, a palmada pode causar traumas emocionais nas crianças, afetando a sua autoestima e a sua confiança.


No âmbito educacional, a palmada não é uma forma eficaz de ensinar às crianças o que é certo ou errado. Existem outras formas de educar as crianças, como o diálogo, o estabelecimento de limites claros e o uso de reforços positivos.


Do ponto de vista sociológico, a palmada é uma prática que está relacionada a determinados padrões culturais e de gênero.


A maioria das pessoas que praticam a palmada são homens e a prática é mais comum em culturas em que a figura masculina é vista como autoridade máxima.


Esses padrões culturais precisam ser transformados para que a prática da palmada possa ser erradicada.


Quando se trata de crianças de 3 e 4 anos, a palmada pode ter consequências ainda mais graves.


Nesta idade, as crianças estão a desenvolver a sua identidade e a sua autoestima, e a prática da palmada pode afetar negativamente esses processos.


Para além disso, a palmada pode levar as crianças a desenvolverem comportamentos agressivos, o que pode ter consequências negativas para o seu desenvolvimento social e emocional.


Em resumo, é fundamental erradicar a prática da palmada como forma de educar as crianças.


A palmada é uma forma de violência que pode afetar negativamente a saúde mental e física das crianças, além de promover a cultura da violência.


É necessário que a sociedade como um todo se envolva na conscientização sobre os direitos das crianças e na promoção de práticas educativas saudáveis e não violentas.


0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page