Buscar

A Exatidão de HaShem!

A Exatidão de HaShem!


“Eles ergueram os olhos e viram uma caravana árabe vindo de Gilad. Os camelos estavam carregando temperos, bálsamo e resina…” (Vayeshev 37:25)


Rashi: Por que a Escritura anuncia o que eles estavam transportando? É para que saibamos a recompensa dos justos. Porque é incomum para os árabes carregar algo além de querosene e alcatrão, cujo odor é revoltante. Porém para este [Yossef] foi arranjado [para que estivesse carregando] temperos fragrantes para que ele não fosse incomodado pelo odor desagradável.


“Vemos por este evento o quanto HaShem é maravilhoso em seus caminhos, como é exato!” (Zichron Meir).


“Ima,” seu filho diz com olhos felizes, “iremos novamente a este médico, muitas vezes, certo?”


“Não,” você deseja responder a ele, Você espera nunca mais ter de fazer uma consulta com o ortopedista particular outra vez.


“Por que você quer visitar o médico novamente?” você pergunta curiosamente.


“Por causa do pirulito!” seu filho responde, animadamente.


Ah. O motivo de seu prazer, aquele pirulito vermelho grudento, acaba de lhe custar caro. Você pagou pela consulta, após a qual o médico deu a ele algo que custa centavos. Você sabia que a consulta era necessária, e estava disposta a gastar tempo e dinheiro, mas o pirulito não fazia parte do seu plano.


Se você deseja reconhecer a mão de Hashem durante tempos difíceis, é importante prestar atenção aos pequenos detalhes. Como o pirulito. Você deve notar as balas de goma marcando o seu caminho, mesmo que o caminho seja pedregoso. Aqueles pequenos detalhes são um sinal da participação de Hashem na nossa vida diária. Eles nos dão a energia para seguir em frente, e nos lembram que tudo que acontece é resultado da Sua infinita bondade e misericórdia.


Rashi diz que tudo que Yaakov aprendeu com Shem e Ever, ele ensinou a Yossef. Aquele gênio de menino, que conseguiu absorver e entender toda a sabedoria de Torá do seu pai aos dezessete anos, foi vendido como escravo. Porém antes disso, foi decretado que ele fosse atirado num fosso repleto de cobras e escorpiões. Ele foi insultado, sua capa foi arrancada de seu corpo… Foi vendido numerosas vezes como escravo no mercado… vendido aos egípcios impuros, ao vil e decadente Potifar. Ele foi aprisionado.

E apesar disso HaKadosh Baruch Hu é exato com suas criaturas. “Pois quem Hashem ama, Ele repreende…” (Mishlê 3:12), às vezes através de sofrimento. Porém Yossef também recebeu misericórdia. O tsadic não cheirou os odores de querosene e alcatrão, chas v’shalom (Zichron Meir).

“Seus julgamentos são como a vasta profundeza…” (Tehilim 36:7).

Sem aviso, o céu torna-se de um ofensivo cinzento e o assustador ribombar do trovão rola pelo horizonte. Está frio e escuro. Porém por uma fração de segundo, um relâmpago ilumina o céu, então desaparece sem deixar vestígio.

Nasce um bebê, mas infelizmente ele não é sadio. É impossível para os pais expressarem sua dor, desapontamento, tristeza e preocupação pelo destino da criança. Dois meses depois, encontram uma pessoa excelente que irá ajudar a cuidar dele por algumas horas, carinhosa e dedicada. Os pais podem respirar um pouco... Mas o que pode ser visto de bom nessa história tão triste?

Uma menina é rejeitada pelo seminário que escolheu. Ela está magoada, humilhada, e sua auto-estima sofreu um duro golpe. Durante meses, ela se recusa a sair de casa. Finalmente, concorda em fazer uma concessão – frequentará um outro seminário. Porém ela foi profundamente ferida, e a cicatriz não sara. Alguém lhe oferece encorajamento: “A professora de primeiro ano do Chumash é excelente, ouvi dizer.”

Isso deveria consolar uma menina que foi rejeitada pelo seminário que escolheu? Há um delicado equilíbrio entre a recompensa e o castigo. Tudo foi perfeitamente calculado e medido por D’us.

Sim, você irá sofrer. Mas você não estará exposto a um mal odor. (Ibid.)

Um dedo cortado, correspondência extraviada, uma saída de ar quebrada bem em cima da sua poltrona no avião. Todos esses pequenos problemas são parte de um plano perfeito. São os detalhes de um sistema perfeito de julgamento, um sinal sutil da misericórdia de D’us por nós.

Um fosso cheio de cobras e escorpiões. Ser vendido como escravo. Sofrimento e solidão, medo e um coração partido. Porém há uma fragrância agradável a cada curva do caminho… Todo pequeno aborrecimento, e cada pequeno raio de luz são obras do Criador. Seus caminhos são verdadeiros e justos, e perfeitamente exatos. Sempre.

Fonte: Chabad. org



#Judeu #Judaísmo