top of page

PROVAS DOCUMENTAIS SOBRE A MAÇONARIA OPERATIVA

PROVAS DOCUMENTAIS SOBRE A MAÇONARIA OPERATIVA

Qualquer que seja a espécie de organização ou instituição, os documentos históricos constituem a verdadeira base em que se assentam. Sobre os documentos da Maçonaria, Leonel Vibret in La Franc-Maçonnerie Avant. L’Existence dês Grandes Loges enumera-os, dizendo (tradução livre): “As únicas provas documentais que possuímos sobre a Maçonaria Operativa, num passado que vai além de dois séculos da fundação da Grande Loja de Londres, são os seguintes:”

PROVAS DOCUMENTAIS SOBRE A MAÇONARIA OPERATIVA

(1) Referências às Corporações de pedreiros , aos Companheirismos de Londres e a Fremasons individuais, que nos levam ao século XIV; (2) Referências aos Estatutos que nos levam ao ano de 1349, na época de Eduardo III, e vão até Elisabete I. tiveram, porém, pouquíssima influência sobre a Maçonaria Especulativa;

(3) Uma série de documentos realmente escritos para a Ordem e que, desde a sua origem, estiveram em seu poder: uma história lendária, regras para a conduta da Ordem e dos Maçons individuais, mestres, companheiros e aprendizes. São documentos dos quais se fala como “Antigas Obrigações” e o mais antigo que possuímos em original é o Landsdowne, que data do século XVI. Outros documentos similares devem ter existido muito mais cedo, e todos têm uma origem comum;

(4) Dois manuscritos realmente mais antigos de qualquer edição existente das “Antigas Obrigações”, mas os seus compiladores utilizaram certamente documentos análogos. Não obstante, contêm eles muitas outras coisas. São conhecidos como Regius MS ou Poema Regius, escrito cerca de 1400, e como Cooke MS, este em prosa, escrito 30 ou 40 anos mais tarde;

(5) Os Estatutos Schaw de 1598 e 1599, que mencionam a existência, naquela época, de 4 Lojas escocesas, e que constituem as regras de conduta da Ordem; e

(6) Uma série de referências, dirigidas em linguagem corrente do século XVII por vários historiadores ou antiquários., in, Simbologia Maçônica dos Painéis


0 comentário
bottom of page