top of page

Violência doméstica sobre as crianças portuguesas | A lei portuguesa protege as crianças?

Violência doméstica sobre as crianças portuguesas


Para alguns técnicos, as crianças devem ser descredibilizadas, isto é, descredibilização da criança enquanto testemunha.


Em Portugal, agora, compreendemos melhor os perigos que as crianças enfrentam e os problemas que são publicitados nos canais de notícias.


As crianças não são, em geral, tão sugestionáveis, como alguns técnicos parecem querer fazer crer.


Um estudo de Ceci, Kulkofsky, Klemfuss, Sweeny, & Bruck, (2007) concluiu que um elevado número de crianças é capaz de manter um relato exato, mesmo quando expostas a pistas e informações falsas.


Na adolescência o cenário é já distinto e um jovem é capaz de mentir por vingança ao invés de uma criança.


Nas crianças de 7, 8 ou até 10 anos são, por norma, muito precisas, dizem alguns dos estudos lidos para este artigo de opinião. Saliente-se ainda, que as crianças não têm por hábito fantasiar com episódios negativos (Chae & Ceci, 2006; Hewitt, 1999).


Fica, pois, esta pergunta: a lei portuguesa protege efetivamente as crianças?


Qual é a sua opinião, caro leitor?


@Autor: - A.G.



Artigo Relacionado:


0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page