Buscar

Vayerá - Quem Somos Nós?

Vayerá - Quem Somos Nós?



Três pessoas de Am Israel foram conhecidas por serem pessoas incrivelmente humildes. Avraham, Moshe e David. Para representar suas respetivas humildades, cada um deles usou uma frase, que virou famosa, quase como um jargão. Na Parashá dessa semana encontramos o comentário de nosso primeiro patriarca, dizendo que ele era “como o pó e as cinzas”, e que, portanto, não tinha autoridade para discutir com HaShem sobre a destruição da cidade de Sodoma.

O que há de especial no pó e nas cinzas, que Avraham escolheu justamente para lhe representar? Explica o Beit Halevi (R Yossef Dov Soloveitchik, Rússia, 1820-1892) que o pó (da terra) não possui nenhuma importância em relação ao seu passado, nunca foi nada demais. Apenas se pensarmos no futuro, ele possui certo potencial, pois é na terra que plantamos e crescem os vegetais. Já as cinzas, pelo contrário, não possuem nenhuma característica positiva, nenhum valor, nem nada a oferecer no futuro, porém no passado já foi alguma coisa, algum objeto que possuía valor. Avraham comparou-se com o pó em relação ao passado e com as cinzas em relação ao futuro, ou seja, dizendo que ele não é nada, nunca foi nada e nunca será alguma coisa.

Explicam nossos sábios que justamente por causa dessa humildade de Avraham, Am Israel teve o mérito de ter as cinzas da vaca vermelha e do pó de Sotá. O que isso tem a ver? As cinzas da vaca vermelha, ao contrário do que disse Avraham, possuíam um grande valor pro futuro, de purificar aqueles que haviam entrado em contato com algum morto. O pó da terra, por sua vez, possuía seu valor, quando usado no caso da Sotá misturado com a água, era capaz de mostrar o que havia acontecido no passado, se a mulher pecou ou não.


Avraham, que conversava diretamente com HaShem, Lhe deixou sozinho para atender visitas, e depois discutiu com Ele em relação à destruição de Sodoma, se considerava como pó e cinzas. Moshe, que tirou Bnei Israel do Egito e lhes liderou por 40 anos no deserto, disse que não era nada. E o grande rei David, se considerava um verme. Todos, claro utilizando metáforas para demonstrar a sua humilde. Quem então, somos nós?


Fonte: Dvar Torá Semanal



#Judaísmo #Judeu #Vayerá