top of page

Narcisismo paterno e o impacto no desenvolvimento infantil: estudo revela efeitos negativos

O que é o narcisismo paterno e como ele afeta o desenvolvimento infantil?


Narcisismo paterno e suas consequências no desenvolvimento infantil.


Introdução:


O narcisismo é um transtorno de personalidade reconhecido pela American Psychiatric Association.


É caracterizado por uma preocupação exagerada com a autoestima, necessidade de admiração e sentimento de superioridade em relação aos outros.


Consequências do narcisismo paterno no desenvolvimento socioemocional e psicológico infantil.


Quando um pai é narcisista e está sozinho com seus filhos, pode haver consequências negativas para o desenvolvimento socioemocional e psicológico das crianças.


Como o narcisismo paterno afeta a autoestima e a autoconfiança das crianças.


Desenvolvimento:


O comportamento narcisista do pai pode afetar negativamente a autoestima e autoconfiança das crianças.


Um estudo realizado em 2016 pela Universidade de Ohio mostrou que os filhos de pais narcisistas apresentaram níveis mais baixos de autoestima do que aqueles com pais não narcisistas.


Sendo assim, estes pais são geradores de dificuldades sociais e emocionais aos seus filhos.


Isso acontece porque esses pais tendem a criticar e invalidar as emoções e sentimentos de seus filhos, impondo uma visão de mundo que se concentra apenas nas suas próprias necessidades e desejos.


Além disso, eles tendem a ser menos afetuosos, menos sensíveis e menos propensos a prestar atenção às necessidades emocionais das crianças.


Transtornos de personalidade, depressão, ansiedade e transtornos alimentares associados ao narcisismo paterno


Um estudo publicado em 2017 na revista "Child Abuse & Neglect" revelou que os filhos de pais narcisistas experimentaram mais negligência emocional, o que pode levar a problemas de autoconfiança e autoestima.


Os filhos de pais narcisistas também podem ter dificuldades nas suas relações sociais e emocionais.


Um estudo de 2018 publicado no "Journal of Social and Personal Relationships" descobriu que a presença de comportamentos narcisistas dos pais estava relacionada com as dificuldades nas habilidades sociais e problemas de ajuste social entre os adolescentes.


Além disso, eles podem ter problemas em confiar nos outros e acabam por se envolverem em comportamentos autodestrutivos, como o abuso de substâncias e um comportamento sexual irresponsável.


As consequências do comportamento narcisista do pai também se estendem até a adolescência e pela vida adulta.


Um estudo de 2019 publicado na revista "Personality and Individual Differences" mostrou que filhos de pais narcisistas são mais propensos a desenvolverem transtornos de personalidade similares ao de seus pais, bem como problemas psicológicos como depressão, ansiedade, transtornos alimentares e transtornos de ansiedade social.


Diagnóstico e tratamento do narcisismo paterno.


Conclusão:


O comportamento narcisista dos pais pode ter sérias consequências para o desenvolvimento e bem-estar dos filhos.


É importante que o narcisismo seja diagnosticado e tratado por um profissional de saúde mental qualificado. Apesar de se declarar que ele é um problema de identidade, que não muda, que faz parte da natureza humana desse pai.


O suporte emocional e o aconselhamento para os filhos também são necessários para ajudá-los a lidar com os efeitos do comportamento narcisista do seu pai nas suas vidas.


Reconhecer os comportamentos narcisistas dos pais e procurar ajuda profissional pode ajudar a prevenir problemas futuros na vida das crianças.


A imagem desta informação científica é devastadora - uma mãe carrega o seu filho quase morto nos braços.


Infelizmente, essa é a realidade para muitas mães em todo o mundo que lutam para manter os seus filhos vivos e saudáveis.


Que essa imagem seja um lembrete poderoso da importância do acesso a cuidados de saúde adequados para todas as crianças e famílias e que os Tribunais tenham em conta os exames médicos que mandam fazer quando decidem entregar os filhos a pais narcisistas.


Bibliografia:

  • American Psychiatric Association. (2013). Diagnostic and statistical manual of mental disorders (5th ed.). Arlington, VA: American Psychiatric Publishing.

  • Baskin-Sommers, A. R., Krusemark, E. A., & Ronningstam, E. (2014). Empathy in narcissistic personality disorder: from clinical and empirical perspectives. Personality Disorders: Theory, Research, and Treatment, 5(3), 323–333.

  • Caligor, E., Levy, K. N., & Yeomans, F. E. (2015). Narcissistic personality disorder: diagnostic and clinical challenges. American Journal of Psychiatry, 172(5), 415–422.

  • Campbell, W. K., & Campbell, S. M. (2009). On the self-regulatory dynamics created by the peculiar benefits and costs of narcissism: a contextual reinforcement model and examination of leadership. Self and Identity, 8(3), 214–232.

  • Twenge, J. M., & Campbell, W. K. (2009). The narcissism epidemic: living in the age of entitlement. New York, NY: Free Press.

Comentários

Avaliado com 0 de 5 estrelas.
Ainda sem avaliações

Adicione uma avaliação
bottom of page